Governo Municipal de Venturosa
Inicio Secretaria de Saúde e dos Direitos da Mulher SECRETARIA DE SAÚDE DE VENTUROSA FAZ ESCLARECIMENTOS SOBRE A DOENÇA MÃO-PÉ-BOCA

Secretaria de Saúde e dos Direitos da Mulher

SECRETARIA DE SAÚDE DE VENTUROSA FAZ ESCLARECIMENTOS SOBRE A DOENÇA MÃO-PÉ-BOCA

Devido ao surgimento de casos da doença Mão-pé-boca, a Secretaria de Saúde de Venturosa, pensando no bem estar de toda comunidade e preocupada com a saúde das pessoas, esclarece aos senhores profissionais de saúde, educadores, pais e cuidadores, como identificar...

Publicado em

Devido ao surgimento de casos da doença Mão-pé-boca, a Secretaria de Saúde de Venturosa, pensando no bem estar de toda comunidade e preocupada com a saúde das pessoas, esclarece aos senhores profissionais de saúde, educadores, pais e cuidadores, como identificar seus sintomas e quais cuidados devem ser tomados.

A doença mão-pé-boca é comum em bebês e crianças menores de 10 anos de idade e é caracterizada por febre, lesões na boca e erupções cutâneas (bolhas na pele). Inicia com febre, falta de apetite, mal-estar e com frequente dor de garganta. É uma infecção enteroviral (vírus presente no intestino) contagiosa, causada pelo vírus Coxsackie que habita normalmente o nosso sistema digestivo.

 Modo de Transmissão: A transmissão ocorre pelo contato entre as pessoas, com a saliva, através de gotículas presentes no espirro e tosse, contato com fezes ou outras secreções contaminadas (inclusive o líquido das bolhas), ou indiretamente por alimentos ou objetos contaminados. A maioria dos casos acontece no verão, porém alguns casos podem ocorrer em períodos frios, pois o vírus Coxsackie possui grande capacidade de mutação e é capaz de se adaptar a diferentes situações. Não existe vacina para este tipo de doença, por isso medidas de prevenção, principalmente de higiene pessoal, higiene no manuseio e preparo de alimentos e com objetos de uso comum entre as crianças são indispensáveis no controle dessa doença.

 Sintomas: O período de incubação do vírus é de aproximadamente 7 dias. A princípio os sintomas são semelhantes aos de uma gripe, com coriza (nariz escorrendo), dor de garganta, falta de apetite, mal-estar e febre, podendo inicialmente ser confundida com um resfriado comum.

Sinais e sintomas que caracterizam a doença:

  •  Febre (38º – 39º ◦C) – mas alguns casos podem ocorrer sem febre;
  •  Mal-estar;
  •  Falta de apetite;
  •  Cefaleia (dor de cabeça)
  •  Vômito;
  •  Diarreia;
  •  Gânglios aumentados no pescoço;
  •  Desidratação (boca seca e diminuição no volume de urina, para bebês menos de 6 trocas de fralda por dia, menos lagrimas ao chorar);
  •  Pequenas úlceras dolorosas dentro da boca, na língua, na parte interna das bochechas e gengivas (duram de 4 a 6 dias), semelhantes a aftas, o que pode causar inapetência (falta de apetite) e dor ao engolir.

Nos casos em que as lesões na boca se tornam muito dolorosas, dificultando a ingestão de alimentos e líquidos, a criança corre risco de desidratação, neste caso poderá ser necessária a administração de líquidos no hospital pela via endovenosa (na veia), e medicamentos para alívio da dor na região oral. Surgem erupções de pequenas bolhas em geral nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, mas que podem ocorrer também nas nádegas e na região genital, eventualmente podem coçar (duram de 7 a 10 dias). As bolhas podem surgir também nos joelhos e cotovelos. Essas erupções tendem a regredir com a regressão da febre (entre 5 e 7 dias aproximadamente), mas as bolhas na região da boca podem permanecer até 4 semanas. Vamos cuidar com carinho dos nossos pequenos e afastar cada vez mais esse mal de nosso município. É a Prefeitura de Venturosa cuidando da nossa gente em primeiro lugar!

Para conferir as recomendações da Secretaria de Saúde na íntegra, acesse o link abaixo:

CIRCULAR INTERNA SOBRE A DOENÇA MÃO

Redimencionar
Escolha a cor